A Responsabilidade Social das PME’s

Caio Magri, Diretor Presidente do Instituo Ethos, ressalta a importância das PME's para o cenário do mercado econômico brasileiro


09/07/2017 - Revista Desenvolve SP - edição 5

A Responsabilidade Social das PME’s

Segundo o Sebrae, em 2014 havia 9 milhões de MPEs no País, o que representa mais da metade dos empregos formais. Os pequenos negócios são os que mais trazem riqueza para o comércio brasileiro, responsáveis por mais da metade do PIB desse setor. Na indústria e nos serviços, a participação no PIB é de 27%. Em 2011, representaram, no setor de serviços e comércio, 98% e 99% do total de companhias formalizadas, respectivamente. Diante de sua expressividade nos setores da economia, as MPEs podem impulsionar a ampliação do movimento de responsabilidade social na iniciativa privada. Caso os pequenos negócios se engajem na resolução de problemas socioambientais, podem ser uma importante força para o estabelecimento de um novo modelo de desenvolvimento, norteado pela sustentabilidade.

Além disso, levando em conta fatores como quantidade de funcionários e fornecedores e estrutura organizacional, há mais chances de boas práticas proliferarem com mais facilidade em organizações de porte menor. Em grandes empresas, por exemplo, o trabalho de mobilizar as lideranças e a equipe dos mais diversos departamentos é muito mais árduo e demorado.

Não é novidade que o modelo global de desenvolvimento, baseado na exploração dos recursos naturais e de pessoas, está em declino – e o ritmo com que isso vem acontecendo é alarmante. Se, por um lado, essas companhias carregam consigo grande parte dos empregos formais, da remuneração e do PIB brasileiro, sua performance pode ser potencializada ao adotar uma visão mais sustentável. Já é mais do que provado que é possível pôr o meio ambiente e a sociedade nos eixos e, ao mesmo tempo, aumentar os lucros. Afinal, uma coisa depende diretamente da outra.

O Instituto Ethos, em parceria com o Sebrae do Rio Grande do Norte (Sebrae/RN), criou uma ferramenta de diagnóstico de sustentabilidade voltada especialmente para pequenos negócios: os Indicadores Ethos-Sebrae para Micro e Pequenas Empresas. Os Indicadores Ethos-Sebrae são uma ferramenta que ajuda as empresas a gerir suas práticas de responsabilidade social, permitindo que mensurem suas ações internas e na cadeia de fornecedores, e obtenham assim um diagnóstico.

Dessa maneira, por meio de uma plataforma online, as organizações podem acompanhar sua evolução nas dimensões social, ambiental, governança & gestão e visão & estratégia. A ferramenta está totalmente adaptada para organizações de pequeno porte, as quais, com poucos recursos, podem aderir à responsabilidade social, o que lhes traz diferencial competitivo e perenidade.
Os Indicadores Ethos-Sebrae também podem ser utilizados por grandes empresas para o gerenciamento e desenvolvimento da sustentabilidade em sua cadeia de valor. Os temas abordados são: produtividade, inovação, gestão financeira e administração, estratégia, integridade, relação com os empregados, fornecedores e clientes. Temas estratégicos para todas as empresas.

Caio Magri, Diretor Presidente do Instituo Ethos. O Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável

Fonte: Revista Desenvolve SP – edição 05, p.17


Receba notícias e informações sobre o Canal do Empresário