5 novas tendências de mercado para quem quer empreender

Qual o melhor segmento para começar a empreender? Observar as tendências do mercado para ter boas ideias é uma ótima alternativa para buscar referências. Por isso, separamos cinco tendências que estão se destacando para você investir


18/12/2018 - Canal do Empresário

Consultores, coachings e professores de empreendedorismo recebem uma mesma pergunta recorrentemente: qual o melhor segmento para começar a empreender? E todos eles são unânimes em dizer que não existe um nicho de atuação de destaque. Abrir a própria empresa exige muito talento, estudo pesquisa de mercado e, acima de tudo, empenho.

Não existe fórmula de sucesso e o mercado está aí para provar isso. É possível que duas empresas distintas, atuando com o mesmo produto, tenham destinos completamente diferentes – tudo vai depender de uma conjunção de fatores.

Mas é claro que observar as tendências do mercado para ter boas ideias também pode ser uma alternativa válida, se precisa buscar referências. Por isso, separamos cinco tendências de mercado que estão se destacando em 2017

01 – Alimentação saudável: as pessoas cada vez mais precisam comer fora de casa, mas ao mesmo tempo estão mais preocupadas com a qualidade do que estão comendo. Não por acaso, o número de lojas e franquias de alimentação light, sem glúten, vegana e afins vem se multiplicando em todo país e a tendência é que esse quadro continue.

02 – Consultoria e aulas remotas: a tecnologia permitiu que muitos profissionais especializados e com pouco dinheiro para grandes investimentos em um negócio físico, invistam cada vez mais em plataformas online.

03 – Serviços de customização: atravessando um período de crise, muitas pessoas passaram a optar por comprar produtos de menor valor agregado e investir em serviços de customização de peças.

04 – Franquias de serviços em domicílio: com um baixo valor de investimento – e com a possibilidade de trabalhar em casa – , esse segmento vem ganhando atenção de muitos empreendedores. Serviços de lavanderia, limpeza doméstica e até consertos de objetos e roupas ganham destaque.

05 – Negócios de economia compartilhada: com o apelo sustentável em alta, empresas que pensam em novas formas de reaproveitar produtos ou serviços ganham cada vez mais espaço. Transporte, cuidados com animais, locação de imóveis, reaproveitamento de roupas… as possibilidades são muitas.


Receba notícias e informações sobre o Canal do Empresário