5 maneiras de usar a Internet das Coisas na sua empresa

Implementar esse conceito dentro das empresas não é um processo complexo e depende do tipo de solução desejada e do volume de dados a ser analisado de acordo com as necessidades de cada empreendimento. Confira algumas dicas de como utilizá-lo no seu negócio


11/12/2018 - Canal do Empresário

O futuro é agora! Uma revolução trazida pela Internet das Coisas – ou Internet of Things (IoT) – mudou a forma como nos relacionamos, e consequentemente a forma como fazemos negócios. É fato que já vivemos em um mundo digital: temos soluções para nos auxiliar no trabalho, em casa, na educação dos filhos, e até mesmo nas relações afetivas. Tais mudanças ocorridas no mundo, ao longo das últimas décadas, tiveram um forte impacto também nas empresas.

Esse novo setor é dedicado a todo tipo de produtos, vestimentas, máquinas, automação residencial ou gadgets de uso cotidiano que se comportam de maneira inteligente – conectados à internet com o objetivo de compartilhar dados e tornar as tarefas mais eficientes.

Vale destacar ainda que implementar a IoT dentro das empresas não é um processo complexo e isso depende muito do tipo de solução desejada e do volume de dados a ser analisado de acordo com as necessidades de cada empreendimento.

Veja algumas formas de utilizar a Internet das Coisas na sua empresa:

01 – Empresas do ramo de Agricultura: Podem utilizar sensores digitais para auxiliar no controle da temperatura do ar, do solo, velocidade do vento, umidade, radiação solar, probabilidade de chuva, umidade das folhas e coloração das frutas – garantindo, dessa forma, um maior controle da produção.

02 – Acompanhamento de Vendas e Estoque:  A PME pode utilizar ferramentas de monitoramento da condição e o uso de componentes conectados. Dessa forma, é possível prever quando a sua carta de clientes precisará de peças de reposição e de manutenção de estoque – permitindo mais proatividade nas vendas.

03 – Descobrir a quantidade de pessoas que entram na sua loja: Empresas de varejo podem instalar sensores de movimento que fazem a contagem do número de pessoas que passam por uma determinada entrada da loja ou restaurante. A contagem de clientes e os dados sobre faturamento diários podem gerar informações úteis para uma melhor gestão das lojas. De posse dessas informações, o empreendedor pode analisar o impacto real das campanhas de marketing ou promoções, por exemplo.

04 – Controle de Consumo de Energia: Não é só a indústria que sofre com o alto gasto no consumo de energia: empresas menores também sentem o impacto desses custos em suas receitas – uma vez que a energia elétrica está cada vez mais cara, principalmente ao longo do último ano. Uma boa solução é fazer a instalação de sensores em todos os equipamentos consumidores de energia da empresa. Dessa forma, o controle de gastos pode ser monitorado de maneira mais eficaz.

05 – Processos de Fabricação: O monitoramento das condições de fabricação, do uso de equipamentos e dos problemas que impactem os níveis de saída podem ser identificados para ativar ações de correção e aumentar o tempo de funcionamento e a eficiência.


Receba notícias e informações sobre o Canal do Empresário