5 erros que são fatais para startups


19/11/2015 - Revista PEGN

Saiba o que não fazer no começo de sua trajetória se quiser ver seu negócio decolar

Transformar uma ideia em uma startup de sucesso é muito difícil. Os obstáculos aparecem assim que sua trajetória começa. Bem no início, já que até mesmo sua ideia será posta à prova. Conforme o tempo vai passando, mais desafios vão surgindo.

É complicado dizer o que deve ser feito para ser bem-sucedido. Uma tarefa um pouco mais fácil é listar quais os erros fatais para uma empresa de tecnologia. Foi o que fez Murray Newlands, empreendedor e mentor americano, que listou na Entrepreneur o que você não pode fazer se quiser ver sua empresa alçar voos mais altos. Confira:

1. Não falar com seus clientes
Um dos conceitos mais populares do mercado das startups é o da validação de produtos. Ela é importante porque, em muitos casos, o empreendedor pensa que teve uma ideia genial e revolucionária. Mas pode estar errado. Se seus clientes não acreditarem em você, seu negócio não sobreviverá.

Por isso, antes de gastar tempo e recursos, valide seu negócio. Se as pessoas quiserem uma solução como a sua, siga em frente. Se não, pense em outra coisa, diz Newlands.

2. Pensar em problemas muito pequenos
Esta é uma técnica de validação mais avançada. Pois não adianta ouvir que as pessoas usariam esse produto. É preciso ver se sua empresa teria usuários recorrentes da sua solução. Isso porque seu projeto pode resolver um problema tão pequeno que seus consumidores, por mais que usassem sua ideia, conseguissem viver muito bem sem ela. Não seja específico demais.

3. Não ter dinheiro suficiente
No mercado de startups, é muito comum que uma empresa demore a gerar receita e até anos para ser lucrativa. Para sobreviver todo esse tempo, é importante ter algum dinheiro em caixa. Se não seu, de algum investidor. É com ele que você pagará o salário de sua equipe e fará o marketing necessário para atrair clientes.

4. Ter um time puramente técnico
Para desenvolver um aplicativo, um empreendedor precisa de desenvolvedores, naturalmente. Mas é possível que seu corpo técnico não tenha a habilidade necessária para fazer o marketing de seu produto.

Uma boa equipe tem que ser multidisciplinar. E o empreendedor, independente de sua formação, é aquela pessoa que tem que saber um pouco sobre absolutamente todas as áreas da empresa.

5. Esquecer-se das pessoas
Os clientes não devem ser ouvidos apenas na validação do seu produto. Eles também devem testar seus protótipos. Além de oferecer uma solução interessante, é preciso fazer com que o consumidor tenha uma experiência fácil e intuitiva quando tiver com o produto em mãos.

Este é um estágio primordial do desenvolvimento de um produto e não pode ser deixado de lado, segundo Newlands.

Outro ponto importante são os feedbacks periódicos, realizados periodicamente após o lançamento da startup. Conforme o tempo passa, novas necessidades e tendências surgem. E o empreendedor deve estar disposto a se reinventar, e mexer na sua empresa, se quiser sobreviver.

Fonte:http://revistapegn.globo.com/Startups/noticia/2015/11/5-erros-que-sao-fatais-para-startups.html


Receba notícias e informações sobre o Canal do Empresário